Conectar-se

Esqueci minha senha

Últimos assuntos
» Memórias Perdidas - Coletiva ao Vivo
Seg Ago 07, 2017 3:46 am por Warped

» SHAUS ESTEVE AQUI
Seg Ago 07, 2017 3:29 am por Warped

» Kirby's Return to Dreamland
Qui Dez 01, 2011 11:15 pm por Éric Akira

» GTA V - O que esperar?
Qua Nov 30, 2011 9:29 am por Éric Akira

» Titanic com CryEngine 3
Ter Nov 29, 2011 8:20 pm por cordeiroyuri

» Band Adquire Dragon Ball Kai e GT
Ter Nov 29, 2011 8:04 pm por @TerrorDasMulata

» GoogleSkyrim
Sab Nov 26, 2011 12:50 am por cordeiroyuri

» Jogo mais troll de todos?
Ter Nov 22, 2011 8:07 pm por Diig's Pride

» Nintendista, Sonysta ou Caixista?
Ter Nov 22, 2011 6:02 pm por @TerrorDasMulata

SHAUS ESTEVE AQUI

Dom Ago 06, 2017 4:30 pm por Crash Master



Comentários: 8


Gaia: O Renascer dos Espíritos - 3° Capítulo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Gaia: O Renascer dos Espíritos - 3° Capítulo

Mensagem por KilluaHxH em Qua Ago 27, 2008 8:42 pm

Capítulo 3: O Guerreiro Eterno.

Num lugar isolado do mundo, um portal leva a Essência de Slyther a um lugar bem escuro, no chão haviam vários símbolos q assim q Slyther o tocou, uma luz vermelha saía dos contornos. Uma fenda se abria diante dele, e o q parecia ser um rosto apreceu falando com ele.

-???: Sua missão foi bem sucedida?
-Slyther: Sim, o 1° objeto, para o ritual de invocação foi recuperado. Em breve estará andando entre nós.
-???: Sim... Agora se apresse, quanto mais rápido terminar sua busca mais rápido estará de seu prêmio, q sorte temos de seu criador conseguir entrar em contato com vc.
-Slyther: Ora eu fui a única criação dele q foi mantida até hoje, como ele me deu personalidade é possível termos esse contrato, só não entendo pq ele disse para eu aceitar suas ordens.
-???: Ele ainda não está nas condições perfeitas de sair daki. Como estou aki a pouco tempo, minha energia ainda não foi drenada. Por isso, vc deve me tirar o mais rápido daki, pois assim poderemos preparar o mundo para sua chegada.
-Slyther: Tudo bem, vou em busca do próximo objeto. No caminho irei destruindo os obstáculos q mais irão nos dar trabalho no futuro.
-???: Sim faça isso. Preciso continuar a meditação para continuar com o mesmo nível de energia.

Slyther saiu da sala escura continuou a busca pelo mistrioso objeto. Depois da fuga da fábrica de robos a Neon Babylon Gang chega na cidade e vêem algo curioso, eles viram robôs muito parecido com os da fábrica porém fazendo reformas na cidade, e alguns dos antigos servidores do Império q haviam sido ressucitados com a ajuda de partes de alguns robôs.

-Liza: Mas o q é isso?
-Hans: Parecem os membros do Império de Mars.
-York: Mas são eles mesmos, o q está acontecendo por aki.
-Jaba: Vamos perguntar.
-Liza: Ok deixa q eu vou...

Liza se dirige a um servidor do Império q estava fazendo um relatório das reformas.

-Liza: O q está acontecendo por aki? Quem são vcs?
-Servidor: Estamos reformando a cidade, somos servos do novo Império.
-Liza: Novo Império? Mas como se o Imperador Mars desapareceu?
-Servidor: O Imperador Osuri é quem governa Gaia agora.
-Liza: Osuri? Como eu posso falar com esse novo Imperador?
-Servidor: O Imperador não está concedendo audiência para os civis
-Liza: Ok... Mas... Onde o Império está firmado?
-Servidor: Aonde mais? No continente Imperial é claro! Olhe.

O homem aponta em direção ao mar onde se podia ver um enorme palácio.

-Liza: Mas como? Aquilo não estava ali antes.
-Servidor: O novo Império é muito mais avançado, a construção do novo Palácio Imperial foi executada com muita rapidez, ele foi construído exatamente em uma noite.
-Liza: O Q?????? COmo isso é possível???
-Servidor: Isso se deve aos dois novos robôs. Ouvi dizer q eles são muito poderosos, por isso foi fácil para eles reconstruir o novo Palácio.
-Liza: Hum... De qualquer forma obrigada [Trouxa u.ú]

Liza volta ao lugar onde estavam Hans e seus irmãos

-Liza: Eu não acredito q não percebemos aquilo ali *apontando para o Palácio Imperial*
-Hans: Tem razão aquilo apareceu do nada
-Liza: Aquele cara disse q esse Palácio foi construído em uma noite
-Jaba: Isso é possível??
-York: A princípio diríamos q não mas a prova está diante de nossos olhos.
-Hans: É Liza, parece q o seu palno de dominar Babylon foi frustrado pelo novo imperador, ja q a aventura acabou [na verdade nem começou] vamos ver se voltamos a rotina de todos os dias indo para o bar.
-Liza: Nem pensar. Essa cidade vai ser minha ainda, vamos fazer uma visita a esse imperador.
-Hans: Isso não vai prestar ú_ù

Voltando até onde Slyther e Luna estavam, eles param na frente do Templo do Ar.

-Luna: É aki. O Cristal está la dentro, só precisamos desfazer o selo de Sylph... Espere... Estou sentindo uma energia agressiva vindo de dentro, alguém está nos esperando, ou simplesmente está lá esperando alguém...
-Slyther: Tudo bem*empunhando a foice* Mesmo sendo tão forte, ele não será páreo pra nós dois.
-Luna: Mesmo assim não abaixe sua guarda. Vamos entrar agora

Os dois entram no Templo e se aproximam do altar onde se dava pra ver o brilho do cristal, mas qdo eles andam mais um pouco um homem salta do lustre e fala com eles.

-???: Preparem-se. Vcs serão meus adversários
-Slyther: Quem é? E pq quer nos enfrentar?
-???: Meu nome é Zanryu, ando por este mundo desde as primeiras civilizações em busca de um adversário a atura, sou imortal, meu sangue é divino, posso sofrer qualquer tipo de dano e continuarei andando por esse mundo.
-Slyther: Então vc não morre? E pq procura alguém q seja a sua altura?
-Zanryu: Eu simplesmente sinto prazer em lutar com alguém q seja tão forte qto eu, mas até hoje nenhum deles sobreviveu o bastante numa luta para matar minha sede de lutar.
-Slyther: Tudo bem, eu lutarei com vc, agora vc me deixou com vontade de descobrir todo o meu potencial, mas antes me responda mais uma pergunta, se vc anda por Gaia desde seus primórdios, como nunca ouvimos falar de vc?
-Zanryu: Apesar de minha imortalidade, eu passo por um período de ibernação de 1000 anos, e só tenho um dia em Gaia para poder lutar com alguém como só acordo para lutar e nada mais, poucos historiadores sabem da minha existência. Agora ja respondi sua pergunta, vamos lutar.
-Luna: Vamos trabalhar juntos para...
-Slyther: Não! Eu vou lutar com ele sozinho, além de não ser uma luta justa se nós dois enfrentarmos ele, vc ganha tempo para desfazer o selo do cristal.
-Luna: Tudo bem, boa sorte e tome cuidado.

Luna vai em direção ao altar, e sem idéia de como aquilo tinha acontecido Slyther leva um tronco de Zanryu e é jogado a alguns metros dali.

-Slyther: Ele é muito forte e muito rápido, tenho q prestar total atenção nele.
-Zanryu: Interessante, a maioria não consegue ficar de pé depois de um golpe desses, acho q eu vou gostar muito dessa luta.

Slyther parte para atacar Zanryu e os dois começa a desferir e defender golpes, até q a defesa de Zanryu falha e ele leva um golpe mas ao mesmo tempo contra-ataca fazendo com q Slyther recue.

-Zanryu: Estamos melhorando, agora vou lutar sériamente.
-Slyther: Percebi durante o golpe q eu acertei, q vc não estava lutando sério, e quer saber? Eu tbm não estava lutando usando todas as minhas habilidades. Vamos fazer o seguinte, vamos os dois lutar com todas as nossas forças, o q acha?
-Zanryu: Pra mim está muito bem garoto.

Os dois começam a lutar com tudo, os dois se acertavam ao mesmo tempo e se defendiam ao mesmo tempo, mas Zanryu levava vantagem pq era mais resistente, eles lutaram por mais 1 uma hora, o processo de retirar o selo do cristal estava quase acabando, Slyther ja estava muito cansado e Zanryu estava em ótima condição.

-Slyther:Droga... ele não se cansa... tenho q acabar com isso... se não ele vai acabar me matando...
-Zanryu: Se não se garante a continuar, não deveria ter começado a luta.
-Slyther: Me diga uma coisa vc presta atenção em várias coisas ao mesmo tempo?
-Zanryu: Mas é claro, afinal como acha q venço todos os meus adversários?
-Slyther: Sinto muito em lhe dizer mais ja sei como vou te vencer, mesmo q não seja possível te matar, pelo menos posso te derrubar a ponte de te incapacitar por um tempo.
-Zanryu: Ok, vamos ver qual é o seu plano.

Slyther concentra suas últimas forças para executar seu plano com toda sua agilidade. Primeiro ele joga sua foice junto com vários dardos na direção de Zanryu, depois salta nas paredes e chuta algumas pedras não muito firmes para distraí-lo mais um pouco, e por último sobe até o lustre e concentrando força em sua mão direita ele corta a corrente q segura o lustre enquanto Zanryu estava ocupado desviando os blocos de pedra com sua espada, Slyther cai e começa a golpear Zanryu desarmado, quando menos se espera ele recua e o lustre cai em cima de Zanryu, prendendo seus braços, Slyther aproveita e recupera sua arma e desfere golpes no oponente, sem errar nenhum deles.

-Zanryu: Garoto... Obrigado... pela melhor luta da minha vida...

Depois disso Zanryu cai inconciente.

-Slyther: Eu... venci?
-Luna: Parece q sim, o selo ja está quase quebrado, a qualquer momento Sylph sairá do Cristal e voltará a equilibrar o poder do ar.

O Cristal brilha, e toma a forma de Sylph, o Espírito do Vento.

-Sylph: Han? Estou livre... Vcs quebraram o selo certo? Muito obrigada agora posso equilibrar o poder do ar. Como recompensa quero q fiquem com o Leque da Tempestade.
-Slyther: O q isso faz?
-Sylph: Quanto mais forte vc abanar esse leque, mais vento ele irá produzir ^^ pode ser útil na sua viagem...
-Slyther: Obrigado...
-Sylph: Luna... Mais uma vez obrigada... Agora vcs devem procurar o próximo espírito selado... Boa sorte.
-Luna: Slyther, vamos!
-Slyther: Ok

Assim os dois libertam Sylph e Slyther vence Zanryu o guerreiro q vaga por Gaia pela eternidade. Agora os dois se dirigem até o próximo cristal selado.[quote]
avatar
KilluaHxH
**

**

Número de Mensagens : 154
Idade : 24

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum